Dicas Posts Recentes

Doação de sangue: mitos e verdades

No dia 25 de novembro comemora-se o Dia Nacional do Doador de Sangue. O gesto pode ser realizado pela grande maioria da população, mas muitas pessoas ainda sentem medo. Para ser doador de sangue, basta estar em boa saúde, ter entre 18 e 65 anos, mais de 50kg e apresentar documento com foto. As mulheres precisam estar sem doar sangue a pelo menos dois meses e os homens três meses. Mulheres e grávidas e pessoas que tenham tatuagem ou piercing a menos de um ano não podem doar. Deve-se evitar ingerir bebidas alcoólicas nas últimas 12 horas antes da doação.

O Instituto Nacional de Cardiologia elaborou uma lista de mitos e verdades sobre a doação de sangue. Confira abaixo e tire suas dúvidas.

Mitos e Verdades:

1 – Doar sangue afina o sangue (Mito) – Após a doação, o sangue retirado é reposto naturalmente pelo organismo e se mantém na mesma consistência de antes.

2 – Se eu doar sangue uma vez, vou ter que doar sempre, senão o sangue fica grosso (Mito) – Se você doar uma vez, não será obrigado a doar sempre, essa é uma decisão voluntária. Além disso, o sangue será igual, independentemente da frequência da doação.

3 – Após a doação posso sentir tonturas e até desmaiar (Verdade) – Se a pessoa não estiver fisicamente saudável ela pode se sentir mal após a doação. Alguns fatores podem resultar nisso, como uma noite mal dormida, não se alimentar bem, a ingestão de alguns medicamentos.

4 – Posso contrair doenças ao doar sangue (Mito) – O material é totalmente descartável e é aberto na frente do doador, não há risco de contaminação.

5 – O sangue que eu doar pode não ser utilizado (Verdade) – Após retirado, o sangue passa por vários testes antes de ser utilizado em algum paciente. São feitos testes de colesterol, hepatites B e C, HIV, doença de chagas e sífilis. Tudo para se certificar que o sangue está seguro. Se a bolsa não for aprovada em algum desses testes, o sangue não será usado.

6 – Preciso estar em jejum quando for doar (Mito) – Para doar é preciso estar alimentado e descansado. O ideal é apenas evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação.

7 – O sangue que eu doar pode me fazer falta depois (Mito) – Todos os candidatos são submetidos à avaliação por um profissional médico ou de enfermagem, para que a doação não resulte em prejuízo para a saúde do doador. O volume de sangue coletado é proporcional ao peso de quem está doando. Em média, cada bolsa contém 450 ml.

8 – Doar sangue dói (Mito) – A retirada do sangue não dói, o que pode doer é apenas a picada da agulha, enquanto o sangue é coletado o doador não sente dor.

9 – As mulheres precisam de um intervalo maior entre as doações (Verdade) – Enquanto o homem pode doar a cada 2 meses, a mulher precisa de um intervalo de 3 meses. Se a mulher estiver menstruada, ela pode doar, sim, desde que o seu fluxo seja normal.
10- O sangue que eu doar pode servir para várias pessoas diferentes (Verdade) – O Sangue coletado é separado em vários componentes (concentrado de hemácias, de plaquetas e plasma) e cada paciente recebe aquela parte que seu organismo necessita.

Onde doar sangue no Recife:

Hemope

Rua Joaquim Nabuco, 171, Graças. Horário de Coleta: 7h às 18h30

Disk Doação: 0800-081-1535

Com informações do Jornal O Dia

Postar um comentário

*
*