Dicas

Especial BNCC: Os seis gêneros digitais sugeridos para usar na sala de aula

Dando continuidade ao nosso especial sobre a BNCC, hoje vamos falar sobre os gêneros digitais que os professores devem incorporar na sala de aula. A ideia é apresentar conteúdos com os quais os jovens já estejam familiarizados, como vídeo e games, por exemplo. Com essas novas ferramentas é possível fazer debates mais ricos com os alunos.

Reunimos aqui alguns dos gêneros digitais para inspirar no trabalho em sala de aula. Além de utilizar o computador, muitos podem ser produzidos com o auxilio de celular e tablets. Vamos lá?

Vlogs: é um blog em que os conteúdos predominantes são os vídeos. A grande diferença entre um vlog e um blog está no formato da publicação: em lugar de publicar textos e imagens, o vlogger ou vlogueiro faz um vídeo sobre o assunto do qual quer tratar. Uma das ferramentas que é mais utilizada para criar vlogs é o YouTube. É preciso criar um canal lá, mas isso é super fácil.

Meme: o termo remete ao humor e é bastante conhecido e utilizado no “mundo da internet”, referindo-se ao fenômeno de “viralização” de uma informação. Qualquer vídeo, imagem, frase, ideia, música que se espalhe entre vários usuários rapidamente, alcançando muita popularidade, se enquadra na definição de viralização. O meme pode ser um instrumento muito poderoso para falar sobre um assunto, podendo ser produzido pelos alunos para abordar um tema.

Podcasts: é como um programa de rádio, porém sua diferença e vantagem é o conteúdo direcionado. Você pode ouvir o que quiser, na hora que bem entender. Basta acessar e clicar no Play ou baixar o episódio. Você pode explorar esse gênero em diversas áreas do conhecimento e não precisa de recursos complexos para se fazer.

Gifs: é um formato de imagem de mapa de bits muito usado na internet para imagens fixas e criar animações. Você pode produzir gifs com seus alunos utilizando, por exemplo, o Scratch, que é um software livre de linguagem de programação por blocos, fácil e interativo.

Chats: um bate papo em tempo real, conhecido pelas redes sociais. Um dos mais famosos é o TweetChat, no qual é possível produzir minicontos ou emitir diversas opiniões, com um limite de 280 caracteres. Mas aqui você também pode explorar o WhatsApp ou o Messenger. Outra forma de escrever minicontos, sem utilizar uma ferramenta de chats, é usando o Twitter.

Compartilhe:

Failed to connect to api.facebook.com port 80 after 5208 ms: Connection timed out