Dicas

Insônia nos pequenos, o que fazer?

A insônia é um distúrbio do sono muito comum em adultos, mas também é possível sofrer desse mal na infância. Mas antes de falar o que causa a insônia nos pequenos, achamos importante lembrar que o sono é fisiológico, ou seja, faz parte de nossas vidas, possui uma razão ligada à genética e é regulado pelo ritmo biológico, essencial para a saúde neurológica e mental. Porém, a necessidade e organização do sono é diferente de acordo com a idade do indivíduo.

A Fundação Nacional do Sono, nos Estados Unidos, revisou 320 pesquisas para atualizar a recomendação de quantas horas de sono são necessárias diariamente para ficar com a saúde em dia, de acordo com cada faixa etária. Foram alteradas principalmente as indicações para bebês. E o resultado é o seguinte: os recém-nascidos precisam dormir de 14 a 17 horas por dia. Entre os bebês de quatro a onze meses, a necessidade é de 12 a 15 horas. Conforme a idade aumenta, a necessidade de sono diminui. Crianças de um a cinco anos precisam de 10 a 14 horas de sono, segundo os pesquisadores. Dos seis aos treze, a recomendação cai para 9 a 11 horas. Já os adolescentes de catorze a dezessete anos devem dormir de 8 a 9 horas por noite para manter a saúde em dia.

Mas o que os pais podem fazer para ajudar uma criança com insônia?

1 – Estabelecer rotinas: é importante estabelecer rotinas para dormir. Este processo baseado em técnicas comportamentais é importante para que a criança possa ajustar o relógio biológico, regule os ritmos vitais e controle o sono.

2 – Jantar leve: faça um jantar leve que seja fácil de digerir. Tente evitar as comidas com açúcar, pois elas podem proporcionar energia à criança. Evite também qualquer alimento com cafeína, como café, chá ou refrigerantes.

3 – Proibir os jogos antes de ir para a cama: os jogos podem excitar demais a criança.

Dormir cedo: uma criança deve dormir entre 9 e 10 horas diárias. Um bom horário para deitar é às 20h.

4 – Leia uma história com a luz acesa ou em um ambiente silencioso: prepare a criança para dormir e fale baixo para ela relaxar. Sempre evite o excesso de agitação. Quando você sentir que a criança está confortável, saia do quarto

.

5 – Certifique-se de que o quarto está escuro e silencioso: manter o quarto escuro é importante para combater a insônia infantil. O relógio biológico está influenciado pelas condições ambientais.

Na sua casa, como é os cuidados com o sono? 

Dica de livro: Medicina do Sono

O livro trata de questões como a do bebê que não dorme, o adolescente que dorme demais, a criança que ronca e para de respirar, o menino que perambula pela casa dormindo, a criança que range os dentes, os distúrbios de aprendizado e de comportamento que defluem dos transtornos do sono, e tudo mais que permeia e preocupa a família, cujo caminho final é o consultório pediátrico. Como se sabe, em 2011, no Brasil, a Medicina do Sono obteve o seu reconhecimento como área de atuação. A Pediatria nela foi incluída. Medicina do Sono apresenta 3 Coordenadoras, 19 Colaboradores, 7 Seções, 27 capítulos, em um total de 264 páginas. Consolida-se, assim, mais um projeto editorial da SPSP em sua missão de divulgar os modernos e atuais conhecimentos de Pediatria.

Compartilhe:

Failed to connect to api.facebook.com port 80 after 5205 ms: Connection timed out