Atividades

Mitologia Romana: estuda das lendas da Roma Antiga

Semana passada conhecemos um pouco sobre a Mitologia Grega. Esta semana vamos estudar a Mitologia Romana. Mas o que seria essa outra mitologia? Ela é tão diferente assim da Grega? Assim com os gregos, os romanos também tinham crenças e práticas politeístas, isto é, adoração à vários deuses. Apesar desta semelhança, os deuses romanos tinham nomes diferentes dos deuses gregos.

De acordo com a Mitologia Romana, homens e deuses precisavam viver em harmonia e com confiança mútua. Os rituais e cultos feitos tinham como objetivo agradar aos deuses, pois toda a saúde, proteção e sucesso na guerra, amor, colheitas fartas e todas as outras coisas relacionadas à vida dos homens dependia da felicidade dos deuses.

Da mesma forma como são descritos na Mitologia Grega, os deuses romanos também possuíam características dos humanos, como sentimentos e a aparência física, mas, ao contrário daquela, os deuses não possuíam contato direto com os homens.

A religião politeísta de Roma surgiu em meados do século VIII a.C., e vigorou por muitos anos até a submissão do império romano ao cristianismo. Os deuses politeístas da mitologia romana eram muito populares e, apesar de serem imortais, tinham sentimentos, e deles dependiam toda a vida dos mortais. A Mitologia Romana estuda essa religião politeísta, que pode ser dividida em duas partes. Uma mais avulsa e mitológica, e a outra mais tardia e literária, que possui grande manifestação nas artes.

Os principais deuses romanos são:

Júpiter, o deus do dia;
Apolo, deus do sol e da medicina;
Juno, deusa protetora do casamento, parto e da mulher, de uma forma geral;
Marte, deus da guerra;
Vênus, deusa do amor e da beleza;
Diana, deusa da lua, da caça e da castidade;
Ceres, deusa da fecundidade da terra e da agricultura;
Baco, deus do vinho e da alegria.

Compartilhe:

Failed to connect to api.facebook.com port 80 after 5206 ms: Connection timed out