Dicas

Profissionais da educação entram no grupo prioritário da vacinação

Depois de muita luta, os professores e profissionais de educação do ensino básico, com ênfase no 1º e 2º ano do ensino fundamental, foram inseridos no grupo prioritário na campanha de vacinação da Covid-19. Segundo o ministro da educação, Milton Ribeiro, a medida visa “o mais breve e seguro retorno às aulas”. Apesar da vacinação, não existe uma garantia de volta às aulas de forma presencial. Para isso acontecer é necessário garantir a infraestrutura que assegure o cumprimento dos protocolos de biossegurança, que as escolas montaram com a orientação do MEC

E um alerta, que vale não apenas para os educadores que irão se vacinar, mas para todo mundo que já teve a oportunidade de tomar a vacina: todas as medidas, como o uso de máscara, do álcool em gel e do distanciamento social, devem ser mantidas. 

Todos cuidados precisam ter continuidade pois poucas pessoas serão imunizadas neste primeiro momento. O pequeno número de vacinados não impede a circulação do coronavírus e estudos ainda não comprovaram se as pessoas vacinadas podem transmitir a doença. Isso quer dizer que a vacina não tem, ainda, evidências que evite a transmissão dos vírus. Ou seja, a pessoa vacinada, mesmo com as duas doses, poderá se infectar com o coronavírus. E o que essa vacina evita? O mais importante dentro da covid-19, é que o desenvolvimento de sintomas graves e a internação, que pode evoluir para um caso grave e daí para óbito. 

E você, já teve alguém da família vacinado? Conta para a gente como está a sua expectativa sobre a vacinação. 

Compartilhe:

Failed to connect to api.facebook.com port 80 after 5204 ms: Connection timed out