Curiosidades

Uma caixa de cor cheia de histórias para pintar

Mesmo com tanta tecnologia, ele nunca sai de moda. De geração em geração, ele vem colorindo nossos primeiros traços, os primeiros rabiscos, as primeiras artes. É quem deixa nossa vida escolar mais divertida, colorida e interessante. É o lápis de cor, esse companheiro que retrata todas as cores das nossas histórias. Mas você sabe o que é o lápis de cor?

Por volta do Século 12 surgiu o primeiro lápis. Mas o de cor, surgiu em 1820, Mas com o passar do tempo, sua fabricação foi se aperfeiçoando.  A madeirinha do lápis é feita a partir do pinheiro, e cada árvore leva cerca de 14 a 18 anos para ficar pronta para fabricação e, geralmente, as árvores são plantadas para este tipo de fim, podendo produzir até nove mil unidades de lápis. Passado o tempo certo, as árvores são cortadas em tabuinhas, formato da metade do lápis. Feito isso, ganham tingimento e ficam armazenados por 60 dias para secar ao natural.

E ao invés de grafite, como o lápis comum que usamos pra escrever, o interior do lápis de cor é chamado de minas de cor. É um tipo de minério moído – o caulim, que é feito de cera, água e pigmento no tom desejado. São produzidos e misturados em grandes tonéis, um de cada cor. Esta pastinha é prensada e cortada já no formato certo. Feito isso, as tabuinhas são recheadas com a cor e coladas feito um sanduíche.

Por fim, é feito o acabamento externo, onde cada unidade é colocada duas vezes na tinta da cor específica, e logo depois é envernizado. Logo após, é feita a impressão com marca do fabricante e o número da cor. E, lá no fim, tem um apontador que deixa ele prontinho para ir direto para as caixinhas e ser usado.

Compartilhe:

Failed to connect to api.facebook.com port 80 after 5206 ms: Connection timed out