Curiosidades

Cavalo marinho: beleza e peculiaridades

Ele parece um pequeno cavalo, mas na verdade é um peixe e possui guelras, bexiga natatória e barbatanas. Belo e singular, o cavalo marinho tem a cabeça semelhante à de um cavalo, olhos de camaleão, cauda de macaco e uma bolsa tal qual a dos cangurus. É belo e bastante singular, e existem no mundo mais de 50 espécies distribuídas em todos os continentes, em regiões tropicais e temperadas.

Apesar de sua beleza, está em extinção, pois o homem não respeita seu habitat, nem sua preservação. Os chineses matam esses bichinhos para usar em fins medicinais. Podem ser vistos em recifes de coral e superfícies onde tenham muitas algas.

Ele alimenta-se de plâncton, crustáceos e pequenos animais do mar, sugando por meio de seu focinho tubular. Uma peculiaridade desde animal marinho é que ele se desloca na vertical e é o macho o responsável por “chocar” os ovos, durante 3 a 4 semanas, podendo gerar cerca de 300 filhotinhos. Chegam a 15 cm de comprimento e pesam em média de 50 a 100 gramas.

Entretanto, possui poucos predadores, pois seu corpo é duro e indigesto. Mas serve de alimento para outros peixes e caranguejos, sendo presas fáceis, daí o motivo de sua raridade, pois poucos filhotes sobrevivem até a vida adulta.

Mas tem instituições que estudam e ajudam a preservar esse pequeno peixe, a exemplo do Projeto Hippocampus – Biologia, cultivo e conservação de cavalos-marinhos. Trata-se de uma iniciativa do Laboratório de Aquicultura Marinha-LABAQUAC, Instituição de direito privado e sem fins lucrativos, que se dedica à conservação e educação ambiental. Originário do Rio Grande do Sul, o projeto estabeleceu-se em Porto de Galinhas, Ipojuca, desde 2001.Vale a pena visitar e conhecer!

Compartilhe:

Failed to connect to api.facebook.com port 80 after 5228 ms: Connection timed out