Dicas de Leitura

Leituras fantásticas para se divertir com os Irmãos grimm

Em um de nossos temas desta semana, você conheceu um pouco sobre os Irmãos Grimm. Por isso, que tal saber das histórias dessa dupla que encantou o mundo? A primeira sugestão de leitura é a obra Contos de Grimm, de Jacob e Wilhelm Grimm, ilustrado por Elzbieta Gaudasinska. A primeira coletânea lançada pelos irmãos Grimm data de 1810 e tinha 51 contos. A última, publicada em 1857, tinha 130. Todos eram histórias populares transmitidas oralmente nas províncias alemãs. Destinavam-se aos adultos, mas Jacob e Wilhelm usaram uma linguagem adequada a crianças. A atividade literária dos dois irmãos tinha um sentido militante: de um lado, era uma resposta nacionalista à supremacia de Napoleão Bonaparte na Europa; de outro, mostrava uma intenção didática e edificante: são histórias que pregam a solidariedade e o amor ao próximo. Dos onze contos dessa edição fazem parte “Os músicos de Bremen” (que deu origem a “Os saltimbancos”), “Branca de Neve” e “A inteligente filha do camponês”.

contos_de_grimm

A segunda dica de leitura é o livro Era uma vez Irmãos Grimm, de Katia Canton. Em meio a bosques e princesas, a autora reconta os clássicos dos Irmãos Grimm com um toque brasileiro, e mostra que as histórias terminam de maneira um pouco mais assustadora – e real – sob a ótica de Jacob e Wilhelm. As ilustrações de artistas plásticos trazem interpretações modernas dos contos de fadas.

era_uma_vez_grimm

Por fim, a sugestão é o livro Horripilantes contos de fadas, Michael Coleman, ilustrador por Michael Tickner. Aqueles que acham que os contos de fadas são sempre melosos estão redondamente enganados. Pelo menos as suas versões originais, antes de serem passadas para o papel, eram bem diferentes. Contadas há centenas de anos, elas eram horripilantes e atendiam às necessidades da época. Os camponeses, por exemplo, contavam histórias para trazer ânimo ao trabalho tedioso nos campos ou nas salas de fiar. Já as famílias sentavam ao redor do fogo, nas longas noites de inverno, e entretinham umas às outras contando histórias de aterrorizar. Neste livro, o leitor vai conhecer os contos de fadas como eram narrados em sua origem, sem censura.

horripilantes_contos_de_fadas

Nada parecido com as versões açucaradas que ouvimos dos nossos pais, ou assistimos na televisão, ou lemos em livros piegas com lindas princesas e castelos cheios de torres na capa. São histórias brutais, como a de Rumpelstiltskin, um baixinho horroroso que tenta roubar o filho da rainha; da Pequena Sereia, que cai nas garras da terrível Bruxa do Mar; do João e da Maria, que são abandonados pelos pais e sofrem pra dedéu, e muitas outras. Entre um balde de sangue e outro, há ainda seções de curiosidades, apresentando bruxas malvadas, contadores de histórias e finais felizes. Da mesma coleção de As 10 + Histórias de terror e As 10 + Lendas do rei Artur.

Compartilhe:

Failed to connect to api.facebook.com port 80 after 5205 ms: Connection timed out