Comemorações Curiosidades

Tradições: Como os mexicanos celebram o Dia de Finados

Quando falamos de perdas sempre nos remetemos a momentos tristes. Sentimos saudades de não termos mais que amamos ao nosso lado. E nessas horas o que menos queremos é uma festa. Não é verdade? Mas não é assim em todo o lugar do mundo. Pode parecer bem estranho para as nossas tradições, mas no México o Dia de Finados é celebrado com flores e muita festa. Os mexicanos brincam com a morte e transformam todos os símbolos tradicionalmente associados com ela em motivo de riso e diversão.

As manifestações populares que acontecem no México nos dias 1 e 2 de novembro são o resultado de uma forma de sincretismo, que mistura elementos do catolicismo popular, com rituais antiquíssimos, típicos dos povos que habitavam o México milênios antes da chegada dos espanhóis: os olmecas, os teotihuacanos, os maias, os zapotecas, os mixtecos, os toltecas e os mexicas.

Nestes dois dias, o povo dança e canta pelas ruas e nos cemitérios.  As famílias e amigos se encontram para passar o dia comendo, bebendo e cantando em homenagem aos seus “muertitos”. A alegria e irreverência, no entanto, não tiram o caráter religioso do dia,  que é, sem dúvida, a maior celebração religiosa desse dos mexicanos.

Curiosidade:

Para entender um pouco dessa tradição mexicana é preciso voltar no tempo. Os mexicanos da época pré-hispânica se consideravam imortais. Para eles, a morte era apenas um jeito diferente de viver. Os antigos diziam que os homens, quando morriam, não desapareciam, mas começavam a viver de novo, como se despertassem de um sonho, transformados em espíritos ou em deuses.

 

 

Compartilhe:

Failed to connect to api.facebook.com port 80 after 5204 ms: Connection timed out