Curiosidades Dicas

Animais que vivem abaixo de zero

layout_facebook_140701_2

Já imaginou morar em um lugar onde no verão a temperatura é de – 29 graus e no inverno é, nada mais nada menos, que 50 graus negativos! É incrível, mas nestas regiões, que ficam nos extremos do planeta, existem animais que se adaptaram a todo esse frio ao longo de milênios. Vamos conhecer esses heróis do gelo? Começamos pelo boi-almiscarado, que possui os pelos mais compridos entre os mamíferos. Seus pelos podem atingir até um metro de comprimento formando uma proteção eficiente para as temperaturas de frio extremo. São encontrados principalmente nas regiões do ártico canadense, Groenlândia e Alasca.

A foca, que muitos acham fofa, possui uma espessa camada de gordura embaixo do pelo que funciona como um isolante térmico e a preserva contra o frio extremo. Essa camada de gordura faz com que ela fique um pouco molenga e desajeitada quando está sobre o gelo, mas na água é uma excelente nadadora, indo até locais mais profundos para a captura de alimento. Este é um animal que existem várias espécies e podem viver até vinte anos.

O leão-marinho é primo da foca, mas são bem diferentes, pois ele tem patas dianteiras para se apoiar, o que os deixa mais ágeis na movimentação. Outra diferença é a presença de pequenas orelhas, facilmente visíveis nesses animais. E apesar da gente achar todos iguais, as fêmeas reconhecem seus filhotes pela voz e pelo cheiro. Existem várias espécies de leão-marinho.

Os pinguins, que já fazem parte do imaginário das crianças quando o assunto é frio,  são aves das regiões geladas. Muito diferente de qualquer ave, ela não sabe voar, mas é excelente nadadora, utilizando suas asas em baixo d´água com nadadeiras para ganhar agilidade, com isso conseguem mergulhar até quase quarenta e cinco metros de profundidade para pegar peixes.

E para completar, o temido urso polar, que habitam as regiões do ártico e proximidades, como o Canadá, Alasca, Sibéria, Gronelândia e ilhas próximas. Atualmente com o aquecimento global e o consequente degelo das calotes polares, muitos ursos têm sido encontrado afogados longe dos seus territórios naturais, vítimas do deslocamento de imensas massas de gelo que se separam com os animais em cima e que acabam por derreter. Os ursos polares são caçadores implacáveis e a foca é sua presa preferida.

2 Comentários

  1. Egídio Leão
    Postado em 16 de agosto de 2017 às 18:27

    Ótima matéria. Amo o frio e esses animais fantásticos.

    • Varejito Bloguito
      Postado em 30 de agosto de 2017 às 20:13

      Que bom que você gostou. Continue acompanhando a gente, viu?! Temos sempre curiosidade sobre animais.

Postar um comentário

*
*