Dicas

Aprenda o aumentativo e o diminutivo das palavras

Você já notou que quando queremos nos expressar sobre determinadas coisas, muitas vezes precisamos mudar a palavra um pouco para que ela descreve melhor a realidade, principalmente para falar se uma coisa é grande ou pequena demais? Nesses casos usamos termos aumentativos para coisas grandes e diminutivo para o que é pequeno.

Vamos aos exemplos:

Se você vai em uma sorveteria e quer tomar muito sorvete, você pede um sorvetão.
Mas se você está em uma lanchonete e não está com muita fome, você faz um lanchinho.

Mas atenção, tanto no aumentativo como no diminutivo, existe a construção dessas palavras, que podem ser regulares e irregulares.

No aumentativo que são regulares, basta acrescentar o “ão” ou o “zão”. Exemplo: olhão, lobão, lapisão, meninão.
No diminutivo regulares, a regra é semelhante. Basta acrescentar a terminação “inho” ou “zinho”, veja só: aulinha, bonequinha, canequinha.

Já os irregulares não seguem uma regra única.

No aumentativo temos como exemplo:

muro – muralha

nariz – narigão

navio – naviarra

No diminutivo temos:

farol – farolete

fio – filete

gota – gotícula

Também podemos expressar como as coisas são grandes ou pequenas usando expressões específicas, como: alegria enorme, dor imensa, brinquedo pequenino.

Compartilhe:

Failed to connect to api.facebook.com port 80 after 5209 ms: Connection timed out