Dicas

Como usar filmes na sala de aula

Muito professor achar super enriquecedor trabalhar com cinema na sala de aula. E é realmente! Um filme bem escolhido e uma explicação prévia podem resultar em alunos atentos, concentrados e prontos para debater o que acabaram de assistir. Mas é preciso preparar bem a aula e é algo bem trabalhoso. Para extrair o máximo possível desse momento de aprendizado e descontração, nós trazemos algumas sugestões.

O primeiro passo é a escolha do filme.Selecione obras que estejam associadas aos conteúdos escolares previstos no planejamento. É importante destacar para os alunos o que se pretende com aquela atividade, e o que será exigido deles, pois precisam ter noção do todo para realizar as associações entre conteúdo, filme e demais materiais utilizados na aula.

Também é interessante associar o filme a outros recursos, como como artigos de jornais, revistas, textos da internet, livros paradidáticos, música ou literatura. Ao fazer isso o professor amplia mais o aprendizado. Depois do filme as aulas podem ser utilizadas para distinguir pontos importantes do filme, aprofundar o assunto e introduzir ideias. Outra dica é que os trechos mais importantes podem ser apresentados mais vezes, depois que as discussões e debates, assim como a redação sobre o material filme, já estiverem em curso durante as aulas. O trabalho com vídeo na sala de aula deve utilizar como ponto de partida a noção de mundo dos alunos, estimulando uma participação mais ativa nos estudos e nas relações sociais.

Educação e Cinema

Dica de leitura para o professor – Como estamos falando de cinema na sala de aula, nada melhor do que o livro Educação e Cinema. O livro pretende contribuir com o professor no seu papel de agente transformador, desafiá-lo na construção de projetos de investigação e de diálogo crítico frente à realidade cultural e tecnológica criada pelo mundo das mídias, particularmente o cinema. Sendo assim, esta obra é um convite para redescobertas e um desafio para se repensar a experiência de humanização. Destina-se, sobretudo, ao professor, mas também aos estudiosos da linguagem cinematográfica e dos efeitos de recepção, educadores de qualquer contexto preocupados com a formação do ser humano, em especial o adolescente de hoje, e a todo aquele que busca verdades ainda não reveladas sobre si mesmo e o outro, sobre a problemática da existência e condições humanas, possíveis de serem encontradas e compreendidas na ficção poética das imagens deste invento extraordinário chamado cinema.

Compartilhe:

Postar um comentário

*
*