Curiosidades Dicas

Constelação: vamos admirar as estrelas?

Quando viajamos para locais onde a luz artificial não é muito intensa, como é o caso de praias mais distantes das cidades grandes, podemos observar melhor o céu e suas estrelas. E ao olhar lá para cima, vemos o quanto tudo é iluminado. A curiosidade sobre as estrelas aumenta e começamos a conversar sobre as constelações, isto é, sobre o conjunto de estrelas e outros objetos celestes em uma determinada região do céu.

Mas você sabia que o céu que você vê aqui no Brasil e diferente do céu que um canadense enxerga lá do Canadá? É que existem quatro conjuntos de estrelas e a localização deles é o principal critério dessa divisão: Boreais (Hemisfério Celeste Norte), Austrais (Hemisfério Celeste Sul), Zodiacais (próximas dos limites entre os Hemisférios Celestes Norte e Sul) e Equatoriais (“cortadas” pelo Equador Celeste).

No Hemisfério Norte, a principal constelação é a Ursa Maior, que está localizada próxima ao polo norte celeste. Essa é a terceira maior constelação e suas estrelas têm um brilho intenso, podendo ser facilmente identificadas.

Já para quem mora no Hemisfério Sul, como a gente, a principal constelação é o Cruzeiro do Sul. Ela sempre foi muito observada pelos povos que habitaram essa região, isso porque, o Cruzeiro do Sul é visto como um excelente relógio, pois as linhas formadas por suas estrelas Rubídea e Magalhães (seu braço mais extenso) giram em torno do polo em aproximadamente 24 horas.

Então, que tal olhar para o céu hoje à noite e identificar as estrelas do Cruzeiro do Sul?

Compartilhe:

Failed to connect to api.facebook.com port 80 after 5206 ms: Connection timed out