Curiosidades

De bem com a própria voz

Conheça  medidas simples podem ser utilizados para evitar problemas vocais

Ela é produzida por meio da passagem do ar que sai dos pulmões, atravessa a laringe e faz vibrar as pregas vocais localizadas nela. Essa é a voz. Ou apenas um som baixo e fraco que é amplificado quando chega às cavidades de ressonância (faringe, boca e nariz) e ganha sentido por meio da articulação da cavidade oral (composta por lábios, bochechas, língua, palato e mandíbula). Além do sexo e do estado emocional, nossa voz é capaz de revelar muito de cada um de nós, como a idade e mesmo traços de personalidade. Mais: sem ela, 70% de nós, brasileiros, não teríamos como exercer nossas profissões.

Os profissionais que mais dependem da voz são professores, radialistas, atores, cantores, advogados e operadores de telemarketing, entre outros. Dentre esses, os docentes são os mais propensos a apresentar problemas vocais, seja pela sobrecarga imposta ao aparelho fonador, seja pelo mal uso deste. Segundo pesquisa realizada pela Universidade de Brasília, eles possuem 14,8 vezes mais chances de serem acometidos por problemas em seu principal instrumento de trabalho, a voz. “Quem tem propensão a problemas da voz e quem a utiliza como instrumento de trabalho precisa ter cuidado com ela”, aconselha a fonoaudióloga e atriz Leila Freitas, especialista em voz pela UFPE.

Além do auxílio profissional, outras medidas podem ser tomadas para quem deseja evitar problemas na voz. Por exemplo, deve-se evitar a ingestão de líquidos demasiadamente quentes ou gelados e de bebidas alcóolicas; não gritar ou sussurrar e manter distância do cigarro. Também é importante manter o corpo bem hidratado (seis a oito copos diários de água), zelar pelas horas de sono, usar roupas confortáveis e poupar a voz quando em crises alérgicas, estados gripais e períodos pré-menstruais. Um aliado para a voz é a maçã. Como tem poder adstringente, ela limpa boca e faringe e, ao ser mastigada, auxilia no movimento articulatório. E, ao contrário do que receita a sabedoria popular, sprays e pastilhas devem ser evitados, uma vez que somente mascaram o problema.

Os males mais comuns que atingem a voz? Rouquidão, cansaço ao falar, laringite, pólipos (tumores benignos) e câncer de laringe – o Brasil ocupa o segundo lugar em número de casos no mundo. O que determina o aparecimento e a gravidade desses males, no entanto, depende da demanda vocal da pessoa, problemas digestivos e mesmo de fatores individuais, como baixa imunidade e nível de estresse, entre outros.

Compartilhe:

Failed to connect to api.facebook.com port 80 after 5203 ms: Connection timed out