Autores

Grandes nomes das artes: Jorge Amado

“Não escrevi meu primeiro livro pensando em ficar famoso. Escrevi pela necessidade de expressar o que sentia”. Esta é a célebre frase de um dos maiores escritores que o Brasil já conheceu: Jorge Amado. Nascido em Itabuna, sul da Bahia, em 10 de agosto de 1912, viveu em meio à uma fazenda de cacau, tendo sido filho de fazendeiro.

Publicou cerca de 49 obras, traduzidas para 49 idiomas, em 80 países, incluindo braile e áudiolivro. Seus livros foram adaptadas para o cinema, teatro e televisão. Lançou seu primeiro livro, O país do carnaval, aos 19 anos e, aos 33 anos, foi o deputado federal mais votado do Estado de São Paulo. É de sua autoria a lei que assegura o direito à liberdade de culto religioso, vigente até hoje. Casado duas vezes, sua segunda esposa foi a também célebre escritora Zélia Gattai, com quem teve dois filhos: João Jorge e Paloma

Foi eleito em 1961 para a cadeira de número 23 da Academia Brasileira de Letras. Recebeu inúmeros prêmios nacionais e internacionais, e títulos de comendador e de grande oficial, em vários países da Europa e América Latina. Foi também Doutor Honoris Causa em 10 universidades, incluindo Brasil, Itália, França, Portugal e Israel e Doutor pela Sorbonne, na França.

Jorge Amado faleceu em 06 de agosto de 2001, aos 89 anos e suas obras foram também temas de escolas de samba. Dentre as mais famosas, destacam-se “Gabriela, cravo e canela”, “Capitães da areia”, “Dona Flor e Seus Dois Maridos”, “Tenda dos milagres”, “Teresa Batista Cansada de Guerra” e “Tieta do Agreste”.

Compartilhe:

Failed to connect to api.facebook.com port 80 after 5205 ms: Connection timed out