Dicas de Leitura

Leituras instigantes e horripilantes para as férias

As férias chegaram e quem não curte uma boa história de terror ou suspense? Como essa semana conhecemos um pouco da vida do célebre autor Stephen King, iremos sugerir algumas de suas obras que viraram filmes. Começando pela sua primeira obra publicada, Carrie, a estranha. Carrie é uma adolescente tímida e solitária. Aos 16 anos, é completamente dominada pela mãe, uma fanática religiosa que reprime todas as vontades e descobertas normais aos jovens de sua idade.

carrie

Carrie é uma garota estranha, incapaz de conviver com os outros. Cada vez mais isolada, ela sofre com o sarcasmo e o deboche dos colegas. No entanto, há um segredo por trás de sua aparência frágil: Carrie tem poderes sobrenaturais, é capaz de mover objetos com a mente. Com tantos ingredientes de suspense, esta obra logo se transformou em um enorme sucesso internacional. Ao ser transportado para as telas, em 1976, teve a atriz Sissy Spacek e John Travolta nos papéis principais. A versão mais recente no cinema, lançada em 2013, foi estrelada por Julianne Moore e Chloë Moretz.

quatro_estacoes

A segunda sugestão de leitura é o livro Quatro Estações. Publicado originalmente em 1983, Quatro estações revela outra faceta do mestre do suspense. São quatro histórias bem diferentes do universo habitual de Stephen King, em que o autor constrói narrativas baseadas no dia a dia dos personagens e mostra sua habilidade em criar demônios sob uma nova perspectiva: eles aparecem de modo subliminar, povoando a natureza humana. Em Primavera eterna, o escritor toma a injusta condenação de um homem à prisão perpétua como ponto de partida para falar sobre o desejo de liberdade. A adaptação para as telas do cinema – com atuações de Tim Robbins e Morgan Freeman – fez grande sucesso sob o título Um sonho de liberdade. Já na trama Outono da inocência, o autor dá novos contornos à passagem da juventude para a maturidade, contando a história de um grupo de adolescentes confrontados com a morte ao se verem diante de um cadáver. A história se transformou no clássico filme Conta comigo. Uma coleção “hipnótica”, segundo o The New York Times, com quatro histórias que ligadas pela mudança das estações, cada uma narrando a jornada de diferentes personagens, sob diferentes momentos da vida.

medo

Ainda aproveitando a temática, a última dica é o livro Medo histórias de terror, de Helene Montardre. Por mais estranho que isto pareça, às vezes sentir medo pode ser bom. Principalmente quando temos certeza de que o perigo não é real e tem hora para acabar; ele está dentro de um livro, de um filme ou em alguma história que ouvimos, e aí é só deixar a imaginação rolar e aproveitar o frio na barriga. Com esta coletânea, que reúne o que há de melhor em matéria de diabos, cemitérios, animais estranhos, casas abandonadas, assombrações e mortos-vivos, não vai ser difícil experimentar um nó na garganta, o coração disparado, tremores e calafrios. Prepare-se!

Compartilhe:

Failed to connect to api.facebook.com port 80 after 5204 ms: Connection timed out