Comemorações Posts Recentes

Peirópolis: 20 anos de muita história para contar

layout_facebook_150303_2

É com muita felicidade que celebramos os 20 anos de uma editora parceira, a Peirópolis. Nos mais de 400 títulos publicados pela editora é possível notar o cuidado e o carinho em fazer cada deles. Para a Peirópolis, os livros expressam a alegria do encontro entre o leitor e o livro, capaz de transformar e sensibilizar o espírito humano e ainda servir de memória das ciências e da imaginação.

A editora, que é dirigida por Renata Farhat Borges, jornalista, mestre em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP e Doutoranda em Ciências da Comunicação pela ECA/USP – Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo, atua no sentido de valorizar a riqueza e a diversidade humana, natural e cultural do nosso país. Desta forma, são valorizadas as linhas editoriais voltadas para a difusão de novos olhares nas áreas da educação, do empreendedorismo e do meio ambiente, como também para a publicação de literatura infantil e juvenil de alta qualidade.

A linha infantojuvenil ganha destaque a cada ano, com títulos de valor reconhecido pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil e pelo Programa Nacional Biblioteca na Escola, entre outros. Ela expressa o pioneirismo da editora em algumas áreas, como a de resgate e formação de uma literatura indígena (Terra dos mil povos, de Kaka Verá Jecupé – 1998, e coleção Memórias Ancestrais – Irakisu, em 2000, e Verá, em 2003), a difusão de grandes clássicos da literatura universal e brasileira na linguagem da HQ (Clássicos em quadrinhos, 2005), a primeira coleção infantojuvenil verde e livre de carbono (coleção Bicho-Poema, Boniteza Silvestre e Rimas da Floresta – 2007, Belezura marinha – 2010), os livros de imagem, e agora a inovadora coleção Peirópolis Mundo, livros bilíngues em português e idiomas ameaçados de extinção. Seus livros dialogam com conteúdos em áudio no site da editora, integrado com as redes sociais de leitores.

Prêmios – A Editora Peirópolis atualmente (novembro de 2014) é ganhadora de um Prêmio Jabuti, concurso nacional no qual foi finalista cinco vezes. Recebeu duas vezes o Prêmio White Ravens e 11 vezes o Prêmio da Fundação Nacional da Literatura Infantil e Juvenil (FNLIJ). Além disso, teve 45 selos de “Altamente Recomendáveis” (FNLIJ), 48 títulos escolhidos para compor o Catálogo de Bologna (FNLIJ-IBBY), 22 obras indicadas ao Acervo Básico da FNLIJ , e 84 selecionados para integrar acervos de bibliotecas públicas e escolas de todo o Brasil. Além disso, teve cinco títulos finalistas do Troféu HQ Mix, e inúmeros outras indicações, como o Prêmio Glória Pondé da Biblioteca Nacional.

Postar um comentário

*
*

Pin It on Pinterest