Autores

Grandes nomes das artes: Cecília Meireles

Seu nome é sinônimo de poesia e literatura infantil. Poetisa, escritora, jornalista, pintora e professora ela foi a primeira voz feminina a ter destaque e prestigio na literatura brasileira. Ela é Cecília Benevides de Carvalho Meireles, conhecida como Cecília Meireles.

Nascida no Rio de Janeiro, em 7 de novembro de 1901 e falecida em 09 de novembro de 1964, ela publicou ao longo de sua vida mais de 50 obras, começando aos 9 anos de idade. Ficou orfã de pai e mãe logo cedo e perdeu os três irmãos ainda criança, tendo sido criada na chácara da avó materna Jacinta Garcia Benevides.

Era uma aluna exemplar, só tirava notas altas, chegando a ganhar uma medalha de ouro de Olavo Bilac por suas notas. Desde cedo mostrou paixão pela música, violão, violino e leitura, e escreveu os primeiros versos na quarta série. Aos 16 anos formou-se no Magistério e dois anos depois lançou seu primeiro livro: Espectros. Dedicou-se à educação infantil, ao folclore, teve um programa de rádio e lançou uma coleção de livros.

Aos 33 anos fundou a primeira biblioteca infantil do Brasil, no pavilhão Mourisco, em Botafogo, no Rio de Janeiro. Sua obra tem influência do Simbolismo, apesar de ter vivido o movimento modernista. Seu livro Viagem lançado em 1939 ganhou o prêmio de poesia da Academia Brasileira de Letras.

O Banco Central fez uma pequena homenagem a autora que teve seu retrato impresso na cédula de cem cruzados novos. Ela teve ainda dois poemas seus musicados pelo cantor Fagner, Canteiros e Motivo. Dentre suas obras mais conhecidas estão O menino azul, Mar absoluto, Vaga música, Olhinhos de gato e o poema Ou isto ou aquilo.

Compartilhe:

Failed to connect to api.facebook.com port 80 after 5205 ms: Connection timed out