Curiosidades

Quais os tipos de pés existentes?

Os pés não servem só para fazer a gente andar. A sola do pé serve para distribuir o peso do corpo sobre os pés e ajudar na absorção de impactos. E você já notou que nem todo mundo tem o mesmo formato de pé? A curva, também chamada de arco plantar, surge durante a infância. Ao longo do tempo, conforme vamos andando e a nossa musculatura se desenvolve, ela tende a aparecer naturalmente. As vezes isso não acontece, então, surge o pé chato. Os ortopedistas recomendam que os pais esperem a criança atingir uma certa idade, geralmente a faixa dos 9 anos, para ver se o arco surgirá ou não. É possível, por meio de exercícios, fisioterapia e até cirurgia, estimular o surgimento da curva.

Você sabe qual é o seu tipo de pé? Vamos conhecer juntos?

PÉ NORMAL – O modelo comum de pé absorve o impacto quando nosso corpo exerce uma pressão no chão, provendo estabilidade. Se isso não ocorresse como deveria, a musculatura sofreria e não aguentaríamos ficar tanto tempo em pé ou percorrer grandes distâncias sem sentir dor. O pé normal também distribui de maneira efetiva o peso do corpo durante a pisada

PÉ CAVO – É o oposto do pé chato. Ou seja, o arco plantar possui uma acentuação maior do que o comum. Nessa condição, a área de distribuição do peso se reduz e também afeta a capacidade do corpo de absorver os impactos. A sua origem vem de fatores hereditários ou de problemas que interferem com o sistema nervoso. Além de dores, pode causar deformidades

PÉ CHATO – Este modelo impede que as duas funções (absorção de impacto e distribuição do peso) sejam cumpridas corretamente. O corpo tenta reagir à “pisada errada” corrigindo as musculaturas de pés, tornozelos e afins. Obesidade, falta de atividade e lesões podem facilitar a ocorrência

Compartilhe:

Failed to connect to api.facebook.com port 80 after 5204 ms: Connection timed out