Curiosidades

Como é feito o algodão-doce?

O algodão doce nada mais é que um emaranhado de fios de açúcar cristalizado. De uma maneira direita, o processo para formar o algodão-doce é o seguinte: começa esquentando o açúcar até que ele fique líquido (mas não caramelizado). Então, esse líquido passa por uma peneira muito fina e se encontra com o ar frio. Nesse momento, ele volta ao estado sólido, mas, como passou pela peneira, forma fios que vão se grudando uns aos outros, dando o formato de nuvem ou de algodão.

Mas quem inventou o algodão doce? Sabe-se que ele foi criado nos Estados Unidos por volta do final do século 19 e início do século 20. E existem duas versões. Na primeira, dois fabricantes do doce de Nashville, no Tennessee, chamados John Wharton e William Morriso, inventaram uma máquina composta por uma bacia giratória, com furos minúsculos, que patentearam em 1899. Essa máquina transformava o açúcar num novelo com o aspecto e textura de algodão.
Estes dois amigos batizaram essa guloseima como “The Fairy Floss” (O Fio das Fadas) e apresentaram-a ao mundo em 1904 quando participaram na St. Louis Worlds Fair.

Na segunda versão, o criador é Thomas Patton e recebeu uma patente para a utilização de um sistema que consistia numa placa que girava em cima de um fogão a gás e que fazia com o açúcar fosse transformado em linhas de algodão através de uma forquilha. A sua invenção foi apresentada em 1900 no Ringling Bros Circus.

Compartilhe:

Failed to connect to api.facebook.com port 80 after 5206 ms: Connection timed out