Curiosidades

Cristal e água = música

É interessante, mas até música tem usa ligação com a física. Você deve está imaginando: mas como? Muito simples: sabe aqueles números musicais em que as pessoas usam copos com água para emitir um som? Pois bem, isso é física. Ao ser esfregado, o copo de cristal vibra como uma corda de violino. O segredo disso está em um dos seus componentes: o chumbo.

O metal, além de dar brilho ao cristal, consegue deixá-lo mais firme. Assim, em vez de o copo de cristal absorver a maior parte da energia provocada pelo atrito com o dedo, como faz um copo comum, acaba devolvendo parte dessa energia em forma de som. A sonoridade é tão agradável que é possível fazer música usando vários copos.

Em entrevista a revista Mundo Estranho, o físico da USP, Cláudio Furukawa, afirma que “Quando variamos o nível da água, alteramos as condições de ressonância do copo. Fazemos com que ele vibre em frequências, ou notas, diferentes”.

Na Polônia, uma dupla de musicistas tiram melodias clássicas de um instrumento pra lá de frágil: uma harpa feita com copos de vinho, a qual Anna e Arkadiusz tocam apenas com as pontas dos dedos. Os dois produzem sons diferentes passando as pontas dos dedos molhadas nas bordas dos copos. O repertório é feito com as músicas clássicas mais populares, além de algumas composições próprias.

Mas tirar música do vidro não é novidade. Mozart e Beethoven compuseram várias obras numa harmônica de vidro, mas em meados do século XIX, o instrumento desapareceu do cenário musical europeu.

Fonte: Revista Mundo Estranho / Portal IG/TVIG

Compartilhe:

Failed to connect to api.facebook.com port 80 after 5205 ms: Connection timed out