Dicas de Leitura

Leituras sobre poesias e obras brasileiras

A primeira de nossas dicas de leitura desta semana remete a um de nossos temas e é escrita por um grande autor: Suor, de Jorge Amado, ilustrador por Kiko Farkas, Mateus Valadares. Um casarão do Pelourinho transformado em cortiço, com suas dezenas de moradores pobres e marginalizados, é o ambiente de Suor, publicado em 1934, quando Jorge Amado tinha 22 anos. De modo cru, mas com sua característica prosa envolvente e calorosa – sempre atenta à musicalidade da fala popular -, Jorge narra um cotidiano de miséria, falta de higiene e ausência de perspectivas. Nos quartos precários do cortiço, homens e mulheres convivem com ratos e baratas e dão vazão às pulsões mais básicas. Os diversos personagens ganham em algum momento o primeiro plano do relato. Há o mascate judeu que percorreu o mundo e fala oito línguas, o homem sem braços que faz propaganda de lojas, a velha prostituta que não consegue mais arranjar freguês, o operário anarquista que vive com um gato, a costureira que sonha com um casamento para a afilhada virgem, entre outras figuras sofridas. Jorge Amado cria ao mesmo tempo um painel social e um estudo sutil dos sentimentos humanos que florescem nas situações mais adversas. Apesar da dureza do dia a dia, o humor e a solidariedade encontram frestas para se manifestar, e uma crescente consciência política se espalha entre alguns moradores do cortiço.

suor

Em seguida, a sugestão é a obra Dois dedos de poesia, de Luis Pimentel, ilustrado por Orlando. Em Dois dedos de poesia, Luís Pimentel, autor de livros infanto-juvenis, de contos, de poesia e de textos de humor, entre outros, fala da poesia com poesia. Parte de questionamentos e levanta várias possibilidades ao tentar conceituar a poesia. Várias possibilidades como a própria poesia, que permite ao leitor penetrar no reino das palavras e descobrir a beleza que o aguarda nas diferentes combinações. No entanto, tudo isso só será possível a partir do sentimento. O poeta, sensivelmente, sente e observa, sente e escreve, sente e faz poesia. E o jovem leitor poderá experimentar toda a emoção se deixar sentir e impregnar de sentimento: só rima o que sente. Simplicidade. Sensibilidade.

dedos_de_poesia

Por fim, a dica é o livro Crianças do Brasil – suas histórias, seus brinquedos, seus sonhos, organizado por Jose Santos. Este livro reúne 27 histórias de infância, 27 jeitos de ver o mundo, 27 retratos do Brasil. A vida de brasileirinhos do interior e da capital, da praia e da floresta, suas lutas e seus sonhos de futuro. Com ele, o leitor é convidado a descobrir o universo de meninos e meninas dos quatro cantos do país. As histórias aqui apresentadas foram colhidas do acervo do Museu da Pessoa e trabalhadas pelo escritor José Santos, que as transformou em recontos. Cada reconto é acompanhado de três pequenos textos informativos. Um deles dá conta do destino tomado por cada personagem, enquanto os outros dois abordam questões sobre história, geografia, ecologia, política, economia e outras questões pesquisadas – dependendo do enfoque escolhido por José Santos.

criancas_do_brasil

Compartilhe:

Failed to connect to api.facebook.com port 80 after 5205 ms: Connection timed out